Qual a validade de um Pedido Médico?

O Pedido Médico referente a um exame, cirurgia ou qualquer outro procedimento, tem validade de 90 (noventa) dias contados da data de sua expedição.

Qual a validade de uma Autorização de Procedimento e/ou Exames?

Uma Autorização de Guia Médica, ou seja, a autorização formal para realização de um procedimento médico, tem validade de 30 (trinta) dias contados da data de sua expedição.

Para todos os exames é necessária a retirada de Autorizações prévias?

Com relação aos exames, existem as seguintes regras:
a) Os exames laboratoriais simples, ou seja, todos aqueles que acompanham a rotina de Pronto Atendimento e que não tenham diretrizes determinadas no Rol de Procedimentos da ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) não necessitam de autorização prévia (ex: exames de urina, fezes, hemogramas, etc.);
b) Os exames radiológicos sem contraste (Raios X simples) também não demandam autorização prévia;
c) Se seu contrato prever a cobrança de fator moderador ou coparticipação (ALFA CP), todo exame ou procedimento deve ser previamente autorizado através de guia, inclusive os descritos acima;
d) Todos os demais exames têm necessidade de autorização prévia do Grupo São José Saúde (ex.: tomografias, ressonâncias magnéticas, etc.).

Como utilizo os serviços fora da cidade de São José dos Campos? Preciso solicitar Autorização referente a um Pedido Médico nas outras cidades com cobertura pelo meu plano?

Se o seu plano garante atendimento fora da cidade de São José dos Campos, você deve se dirigir diretamente ao serviço credenciado (hospital, consultório, laboratório, etc.), que fará a solicitação para autorização de seu pedido médico junto ao Grupo São José Saúde.

Tenho um plano regulamentado (firmado após 1º de Janeiro de 1999) e quero mudar o meu plano. Como devo proceder?

Se seu plano for individual (ou familiar), o titular deve dirigir-se a Sede Administrativa do Grupo São José Saúde (Praça Melvin Jones, nº 07), na Loja de Atendimento situada no térreo, munido de seu cartão de identificação (“carteirinha”), cartão do SUS e de um documento com foto (RG, Carteira de Habilitação ou Carteira Profissional). Lá, de acordo com a data de vencimento de suas mensalidades, você será informado sobre qual a melhor data para sua alteração contratual.
Se seu plano for coletivo empresarial ou coletivo por adesão, você deve procurar o RH (Departamento Pessoal) de sua Empresa ou o setor responsável da entidade contratante, para ser orientado sobre os planos disponíveis e as melhores datas para alteração.

Tenho um plano não regulamentado (firmado antes de 1º de Janeiro de 1999) e quero adaptá-lo ou migrar para um para um plano regulamentado. Como devo proceder?

Conforme Resolução Normativa RN 254 da ANS, a partir de 03 de agosto de 2011, o contratante de plano de saúde firmado antes de 1º de Janeiro de 1999 poderá adaptar seu contrato aos termos da Lei 9.656/98 ou migrar para um novo plano, de acordo com os requisitos estabelecidos pela referida regulamentação.
A adaptação consiste no aditamento do contrato de plano privado de assistência à saúde celebrado até 1º de janeiro de 1999, para ampliar o conteúdo do contrato de origem de forma a contemplar todo o sistema previsto na Lei nº 9656, de 1998.
A migração consiste na celebração de novo contrato de plano privado de assistência à saúde ou ingresso em contrato de plano privado de assistência à saúde coletivo por adesão, no âmbito da mesma operadora, referentes a produtos com registro em situação “ativo”, concomitantemente com a extinção do vínculo ou do contrato anterior a 1º de janeiro de 1999.
Para maiores detalhes, consulte o site www.ans.gov.br.

O que é portabilidade de carências? Como posso exercê-la?

Segundo a Resolução Normativa RN 252 da ANS, a portabilidade é a contratação de um plano privado de assistência à saúde individual ou familiar ou coletivo por adesão, com registro de produto na ANS, em operadoras, concomitantemente à rescisão do contrato referente a um plano privado de assistência à saúde, individual ou familiar ou coletivo por adesão, contratado após 1º de janeiro de 1999 ou adaptado à Lei nº 9656, de 1998, em tipo compatível, observado o prazo de permanência, na qual o beneficiário está dispensado do cumprimento de novos períodos de carência ou cobertura parcial temporária.
Até 27 de Julho de 2011, a portabilidade de carências poderá ser requerida pelo beneficiário de planos individuais ou familiares no período compreendido entre o primeiro dia do mês de aniversário do contrato e o último dia útil do mês subseqüente.
A partir de 27 de julho de 2011, a portabilidade de carências poderá ser requerida pelo beneficiário de planos individuais, familiares ou coletivos por adesão, no período compreendido entre o primeiro dia do mês de aniversário do contrato e o último dia útil do terceiro mês subseqüente.
É preciso que na primeira portabilidade o beneficiário possua no mínimo 02 (dois) anos no plano de origem ou no mínimo 03 (três) anos na hipótese de ter cumprido cobertura parcial temporária. Nas posteriores, o beneficiário deve ter permanecido no mínimo 01 (um) ano no plano de origem.
Para conhecer todos os requisitos exigidos e outros detalhes sobre a portabilidade de carências, acesse o site www.ans.gov.br.

Como faço para incluir um dependente?

Se seu plano for individual (ou familiar), o titular do plano deve dirigir-se a Sede Administrativa do Grupo São José Saúde (Praça Melvin Jones, nº 07), na Loja de Atendimento situada no térreo, munido de seu cartão de identificação (“carteirinha”) e de um documento com foto (RG, Carteira de Habilitação ou Carteira Profissional), bem como com a certidão de nascimento, CPF e o cartão do SUS do dependente a ser incluído. Cabe lembrar que nos planos individuais só são permitidos os ingressos de filhos recém-nascidos ou adotivos, nos termos da Lei 9.656/98.
Se seu plano for coletivo empresarial ou coletivo por adesão, você deve procurar o RH (Departamento Pessoal) de sua Empresa ou o setor responsável da entidade, para ser orientado sobre as possibilidades de inclusão de dependentes.

Por quanto tempo um bebê recém-nascido, filho de um beneficiário com plano com cobertura obstétrica (parto), tem tratamento garantido?

Após o nascimento do bebê, sob cobertura do plano que contemple atendimento obstétrico (parto), a assistência será garantida pela operadora pelo prazo de 30 (trinta) dias. Nesse mesmo período recomenda-se que seja feita a inclusão do recém-nascido no plano, pois assim a criança aproveitará todas as carências já cumpridas. O titular do plano deve dirigir-se a Sede Administrativa do Grupo São José Saúde (Praça Melvin Jones, nº 07), na Loja de Atendimento situada no térreo, munido de seu cartão de identificação (“carteirinha”) e de um documento com foto (RG, Carteira de Habilitação ou Carteira Profissional), trazendo ainda a certidão de nascimento do bebê ou do filho adotivo (com a adoção devidamente averbada), cartão do SUS e CPF.
Se seu plano for coletivo empresarial ou coletivo por adesão, você deve procurar o RH (Departamento Pessoal) de sua Empresa ou o setor responsável da entidade para solicitar a inclusão.

Quero excluir um beneficiário de meu plano, como devo proceder?

Se seu plano for coletivo empresarial ou coletivo por adesão, você deve procurar o RH (Departamento Pessoal) de sua Empresa ou o setor responsável da entidade para providenciar a exclusão.
Se seu plano for individual (ou familiar), o titular deve dirigir-se a Sede Administrativa do Grupo São José Saúde (Praça Melvin Jones, nº 07), na Loja de Atendimento situada no térreo, munido de seu cartão de identificação (“carteirinha”) e de um documento com foto (RG, Carteira de Habilitação ou Carteira Profissional).
A partir de maio de 2016, o cancelamento de planos individuais poderá ser feito também por telefone ou através deste site, conforme RN 412/16 da ANS.

O titular de meu plano faleceu, posso continuar com o plano?

Nesse caso, primeiro você precisará verificar se seu plano é anterior a 01 de janeiro de 1999 (“plano não regulamentado”) ou posterior a tal data (“plano regulamentado”).

a) Se seu plano for “não regulamentado” (anterior a 01 de janeiro de 1999): a morte do Titular implicará na extinção do plano, devendo os dependentes, caso desejem, formalizar novo plano com o Grupo São José Saúde, de acordo com a Lei 9.656/98. Caso seja feita essa opção, só será exigido o cumprimento de carências para as novas coberturas, não previstas no plano extinto.
b) Se seu plano for “regulamentado” (posterior a 01 de janeiro de 1999): nos planos familiares, com a morte do Titular, a continuidade da assistência ficará a critério do(s) dependente(s) já cadastrado(s). Desde que maior de idade, qualquer dependente poderá assumir a titularidade do contrato. Para isso, compareça a nossa Loja de Atendimento e apresente a cópia do atestado de óbito e cópias dos documentos de RG e CPF do novo titular, após o que será assinada a documentação pertinente, aproveitando as carências já cumpridas.
c) Em caso de planos coletivos empresariais ou coletivos por adesão, você deve procurar o RH (Departamento Pessoal) de sua Empresa ou o setor responsável da entidade, para que esta promova as comunicações necessárias junto a nós, permitindo a continuidade da assistência, desde que nos termos da Lei 9.656/98.

Posso alterar a data de vencimento do meu plano?

A data do vencimento de sua mensalidade poderá ser alterada sempre que você quiser, desde que a alteração seja solicitada antes do dia do vencimento da parcela. A solicitação deverá ser feita pessoalmente, na Loja de Atendimento do Grupo São José Saúde (Praça Melvin Jones, nº 07, Térreo), pelo titular ou responsável legal do plano. Haverá necessidade de pagamento decorrente do ajuste referente à diferença dos dias eventualmente prorrogados em razão da mudança do dia do vencimento (cálculo “pró-rata”). Esse valor será acrescido ao valor do boleto no próximo vencimento.

Se eu mudar meu endereço e/ou telefone a quem devo informar?

O titular do plano deve entrar em contato com a Central de Atendimento pelo telefone 3925-2300 para solicitar a alteração. Se desejar, pode ainda dirigir-se a Sede Administrativa do Grupo São José Saúde (Praça Melvin Jones nº 07), na Loja de Atendimento situada no térreo, munido de seu cartão de identificação (“carteirinha”) e de um documento com foto (RG, Carteira de Habilitação ou Carteira Profissional).

O que faço em caso de perda ou roubo do meu cartão de usuário?

Se o seu plano for individual (ou familiar), o titular deverá comunicar o ocorrido na Sede Administrativa do Grupo São José Saúde (Praça Melvin Jones, nº 07), na Loja de Atendimento situada no térreo, onde será registrada no sistema a ocorrência, bem como realizada a solicitação da 2ª via do cartão de identificação.
Se seu plano for coletivo empresarial ou coletivo por adesão, você deve procurar o RH (Departamento Pessoal) de sua Empresa ou o setor responsável da entidade, para registrar a ocorrência.

Para solicitar a 2ª via do cartão de identificação (“carteirinha”), terei algum custo?

O custo para solicitação da 2ª via do cartão de identificação é de R$ 5,00 (cinco reais) e será entregue em aproximadamente 10 (dez) dias úteis. Porém, o atendimento ao usuário será assegurado com o protocolo de solicitação da 2ª via e documento com foto (RG, Carteira de Habilitação ou Carteira Profissional).
Se seu plano for coletivo empresarial ou coletivo por adesão, você deve procurar o RH (Departamento Pessoal) de sua Empresa ou o setor responsável da entidade pára se informar sobre os custos.

Acabei de adquirir o plano, quando recebo o meu cartão de usuário?

Se o seu contrato for individual (ou familiar), o cartão será entregue no ato da assinatura do contrato. Se o seu contrato for coletivo empresarial ou coletivo por adesão, o cartão será disponibilizado pelo RH (Departamento Pessoal) da sua empresa ou pelo setor responsável pela entidade, que promoverá a distribuição aos titulares e dependentes

Ainda não recebi o meu cartão de usuário, se precisar utilizar o plano como devo proceder?

Se o seu contrato for individual (ou familiar), você poderá utilizar o plano apresentando o documento de identidade e a via da “Proposta de Adesão” carimbada e assinada pelo Agente que o atendeu no momento de sua Integração.
Se o seu contrato for do tipo coletivo empresarial ou coletivo por adesão, utilize a “Ficha Cadastral” que também deverá estar carimbada e assinada com validade de 30 dias pelo Setor de Cadastro do Grupo São José Saúde.

Onde posso pagar a fatura/boleto do meu plano?

Até a data de vencimento, a fatura/boleto pode ser paga em qualquer agência bancária, estabelecimentos comerciais cadastrados, casas lotéricas (verifique o valor máximo que pode ser recebido no estabelecimento) ou através do site do Banco que for correntista. Após o vencimento, o pagamento somente poderá ser efetuado nas agências do Itaú.

Meu pagamento está em aberto, como faço para evitar o cancelamento de meu plano?

A suspensão ou cancelamento de um “plano regulamentado” pode ocorrer quando existirem 60 (sessenta) dias de atrasos consecutivos ou não, nos últimos 12 (doze) meses de vigência do contrato (inciso II do Parágrafo Único do artigo 13 da Lei 9.656/98). Ou seja, se no decorrer dos últimos 12 (doze) meses se verificar impontualidade nos pagamentos das faturas, os dias de atraso serão contabilizados, e, caso atinjam o limite de 60 (sessenta) dias, o plano poderá ser suspenso ou cancelado, mediante prévia notificação.
O pagamento das mensalidades com atraso implica também em aplicação de multa e correção dos valores, de acordo com os critérios estabelecidos no contrato.

Quando ocorre o reajuste da mensalidade dos planos individuais?

Todos os contratos assinados a partir de 1º de janeiro de 1999 foram elaborados obedecendo à nova legislação e prevêem um reajuste financeiro anual, na data de aniversário do contrato, e outro por ocasião da mudança de faixa etária do usuário. Estes reajustes são previstos no contrato e são controlados pela ANS – Agência Nacional de Saúde de Suplementar.
Os usuários com 60 (sessenta) anos de idade ou mais não sofrem a variação por mudança de faixa etária, mas tão somente os reajustes financeiros autorizados pela ANS.
Para os contratos firmados antes de 1º de janeiro de 1999, portanto anteriores a Lei 9656/98, vale o que está especificado nas cláusulas de reajuste.

Como obter uma 2ª via de minha fatura?

Para faturas ainda não vencidas, bem como para as vencidas até 30 dias, de planos individuais ou familiares, você deverá acessar o site www.gruposaojosesaude.com.br, Área do Cliente. Em seu primeiro acesso será solicitado um breve cadastramento e você poderá obter a 2ª via.
O titular do plano, ou responsável legal que assinou o contrato, pode também dirigir-se a Sede Administrativa do Grupo São José Saúde situado a Praça Melvin Jones nº 07, térreo, munido de seu cartão de identificação e de um documento com foto (RG, Carteira de Habilitação ou Carteira Profissional) e obter a 2ª via.
Para Boletos vencidos há mais de 30 dias, o titular deve entrar em contato com a nossa Central Telefônica, através do Telefone (12) 3925-2300.

Se eu não receber as faturas para pagamento de meu plano, como devo proceder?

Se não receber seus boletos em até 05 (cinco) dias úteis antes da data de vencimento, o titular poderá acessar o site www.gruposaojosesaude.com.br, Área do Cliente, para obter a 2ª via da Fatura. Poderá ainda dirigir-se à Sede Administrativa do Grupo São José Saúde (Praça Melvin Jones nº 07), na Loja de Atendimento situada no térreo, munido de seu cartão de identificação (“carteirinha”) e de um documento com foto (RG, Carteira de Habilitação ou Carteira Profissional)

Não consegui pagar a minha fatura no Banco, fui informado que o documento que recebi na realidade é um aviso de que minha fatura estará disponível através do DDA em minha conta corrente.Como devo proceder?

O DDA – Débito Direto Autorizado é um sistema criado pelos Bancos que possibilita a visualização eletrônica de suas faturas.Esta modalidade substituirá gradativamente as faturas em papel , e tem como principal objetivo eliminar a possibilidade de perda ou extravio de documentos, evitando fraudes, além de proporcionar maior controle e agilidade nas transações.Alguns bancos já estão aderindo e cadastrando os seus clientes.

Para ativar/desativar o serviço, o usuário deve acessar o site de seu banco ou entrar em contato com sua agência bancária.

Uma vez ativado o sistema, Você poderá visualizar nos bancos em que se cadastrar, todos os seus boletos de cobrança e assim efetuar ou agendar os pagamentos de suas faturas sem a necessidade de digitar cód.de barras.

Como faço para marcar minhas consultas?

Você deve entrar em contato conosco pelo telefone (12) 3925-2300. Se o seu plano for ALFA ou BETA 02 PLUS; ALFA 21 e 22 PLUS; BETA 21 e 22 PLUS; VIP; MASTER e OURO, você pode marcar suas consultas diretamente no consultório do médico credenciado escolhido.

Se eu precisar faltar a uma consulta médica, como proceder?

Entre em contato conosco pelo telefone (12) 3925-2300. Se a sua consulta foi marcada em consultório, você deve entrar em contato com o mesmo. Assim, você poderá remarcar uma nova data e outra pessoa poderá ser atendida em seu lugar, tornando o nosso atendimento mais ágil.

Como saber se um especialista atende em meu plano?

Você pode pesquisar se um médico atende seu plano através dos seguintes serviços:
1 – “Site” do Grupo São José Saúde:
– Acesse a opção “Plano de Saúde”
– Clique em “Guia Médico”
– Clique em “Busca por Especialidade” (caso queira pesquisar os médicos disponíveis para cada especialidade)
ou “Busca por Médico” (caso queira localizar um médico específico)
– As informações aparecerão mencionando os planos atendidos pelo profissional que foi pesquisado.

2- Orientador Médico:
– O orientador contém todas as especialidades médicas e serviços disponíveis para sua modalidade de plano. Ele poderá ser retirado em nossa Loja de Atendimento ou disponibilizado pela empresa, nos casos de contratos coletivos.
3- Central de Atendimento:
– Caso não consiga obter a informação desejada, você poderá entrar em contato com nossa Central de Atendimento, através do telefone (12) 3925-2300. Nossos atendentes poderão localizar o profissional e verificar se o mesmo consta da Rede Credenciada de seu plano.

Do I have to pay for updates?

Integer iaculis egestas odio, vel dictum turpis placerat id ellentesque semper nisl eget odio eleifend, nec blandit libero porta aliquam vel vehicula dui nam sit amet ultricies sapien.

Nulla euismod vitae justo a ullamcorper. In rhoncus nisi massa, sit amet tristique augue viverra vitae. Ut vitae lectus quam. Proin aliquet rhoncus magna vel scelerisque. Nulla facilisi. Aliquam ut scelerisque nulla.

Integer iaculis egestas odio, vel dictum turpis placerat id ellentesque semper nisl eget odio eleifend, nec blandit libero porta aliquam vel vehicula dui nam sit amet ultricies sapien.

Nulla euismod vitae justo a ullamcorper. In rhoncus nisi massa, sit amet tristique augue viverra vitae. Ut vitae lectus quam. Proin aliquet rhoncus magna vel scelerisque. Nulla facilisi. Aliquam ut scelerisque nulla.

O que devo apresentar no momento de minha consulta?

Você deve apresentar o seu cartão de identificação (“carteirinha”) juntamente com um documento com foto (RG, Carteira de Habilitação ou Carteira Profissional).

O que é um “Plano Não Regulamentado”?

“Planos Não Regulamentados” são aqueles firmados antes de 01 de janeiro de 1999, portanto, que não se encontram sob os efeitos da Lei 9.656/98. Tais contratos são válidos e o teor de suas cláusulas, bem como suas condições, permanecem em vigor.

O que é um “Plano Regulamentado”?

“Planos Regulamentados” são aqueles firmados após 01 de janeiro de 1999, portanto, que se encontram sob os efeitos da Lei 9.656/98. Tais contratos são regulamentados pela ANS – Agência Nacional de Saúde Suplementar, através de suas Instruções Normativas e demais normas.

O que é um plano “coletivo por adesão”?

Plano privado de assistência à saúde coletivo por adesão é aquele que oferece cobertura da atenção prestada à população que mantenha vínculo com pessoas jurídicas de caráter profissional, classista ou setorial, tais como conselhos profissionais e entidades de classe nos quais seja necessário o registro para o exercício da profissão, sindicatos, associações profissionais legalmente constituídas, etc..

O que é um plano “coletivo empresarial”?

Plano privado de assistência à saúde coletivo empresarial é aquele que oferece cobertura da atenção prestada à população delimitada e vinculada à pessoa jurídica por relação empregatícia ou estatutária.

O que é a ANS?

A ANS – Agência Nacional de Saúde Suplementar é um órgão federal, criado pela Lei 9.961/00, para regulamentar e fiscalizar a atividade das operadoras de planos de saúde.

Assinei meu contrato hoje. A partir de quando já tenho direito a utilização do plano?

Para as urgências e emergências, você poderá usar seu plano 24 (vinte e quatro) horas após a sua assinatura. Nesse caso, mesmo que seu cartão de identificação (“carteirinha”) ainda não tenho sido expedido, você poderá utilizar dos serviços de pronto atendimento mediante apresentação do documento de identidade e da via da “Proposta de Adesão” carimbada e assinada pelo Agente que o atendeu no momento de sua Integração. Se o seu contrato for do tipo empresarial, utilize a “Ficha Cadastral” que também deverá estar carimbada e assinada pelo Setor de Cadastro do Grupo São José Saúde.
Para os casos que não se caracterizem como urgência ou emergência, deverão ser observados os prazos de carência previstos em seu contrato.

O que é uma Urgência?

A Lei 9.656/98 define como urgências os acidentes pessoais (quedas, atropelamentos, etc.) e as complicações no processo gestacional (inciso II do artigo 35-C da Lei 9.656/98). Sendo constada qualquer dessas hipóteses, a cobertura será provida de forma integral após 24 (vinte e quatro) horas de vigência do plano.

Observação importante: se a intercorrência no processo gestacional implicar em necessidade de internação e ocorrer antes do cumprimento da carência para tal fim – 180 (cento e oitenta dias) – a responsabilidade da operadora cessará, cabendo ao paciente, ou ao seu responsável, o custeio das despesas. Há ainda a possibilidade de transferência para outra unidade de atendimento, da rede pública ou privada, sendo que os custos da remoção serão arcados pela operadora.

O que é uma Emergência?

A Lei 9.656/98 define como emergências as situações que implicarem em risco imediato de vida ou de lesões irreparáveis para o paciente, devidamente declarados pelo médico responsável pelo atendimento (inciso I do artigo 35-C da Lei 9.656/98). Sendo constada qualquer dessas hipóteses, a cobertura ambulatorial será provida após 24 (vinte e quatro) horas de vigência do plano, durante as primeiras 12 (doze) primeiras horas de atendimento. Se for necessária a internação, mesmo antes do término das 12 (doze) horas, e o paciente estiver em cumprimento de carência, a responsabilidade da operadora cessará, cabendo ao paciente, ou ao seu responsável, o custeio das despesas. Há ainda a possibilidade de transferência para outra unidade de atendimento, da rede pública ou privada, sendo que os custos da remoção serão arcados pela operadora.

Há despesas não cobertas pelo Plano de Saúde?

Sim, existem alguns procedimentos que não são cobertos pelos planos de saúde.

  1. Nos Planos “Regulamentados” (assinados após 01 de janeiro de 1999):

– os planos “regulamentados” podem ter cobertura obstétrica ou não (conforme inciso III do artigo 12 da Lei 9.656/98), portanto, verifique se seu contrato prevê esse tipo de cobertura ou não.

– além da cobertura obstétrica de acordo com a modalidade de plano escolhida pelo cliente, o artigo 10 da Lei 9.656/98 prevê que não serão cobertos:

  • Tratamento clínico ou cirúrgico experimental.
  • Procedimentos clínicos ou cirúrgicos para fins estéticos, bem como órteses e próteses para o mesmo fim.
  • Inseminação artificial.
  • Tratamento de rejuvenescimento e de emagrecimento com finalidade estética.
  • Fornecimento de medicamentos importados não nacionalizados.
  • Fornecimento de medicamentos para tratamento domiciliar.
  • Fornecimento de próteses, órteses e seus acessórios não ligados ao ato cirúrgico.
  • Tratamentos ilícitos ou antiéticos, assim definidos sob o aspecto médico, ou não reconhecidos pelas autoridades competentes.
  • Quaisquer atendimentos em casos de cataclismos, guerras e comoções internas, quando declarados pela autoridade competente.
  • Acidentes de trabalho nos contratos celebrados com empresas (pessoas jurídicas), salvo quando expressamente incluído na cobertura;
  • Qualquer procedimento não previsto pelo Rol de Procedimentos da Resolução RN 211 de 11 de janeiro de 2010 da ANS – Agencia Nacional de Saúde Suplementar.
  1. Planos “Não Regulamentados” (assinados antes de 01 de janeiro de 1999): os procedimentos não cobertos estão descritos nas cláusulas de “exclusão de cobertura” de cada contrato.
  2. Nenhum plano do Grupo São José Saúde disponibiliza atendimentos odontológicos (exceto as intervenções buco-maxilares que demandem ambiente hospitalar, na forma da Lei 9.656/98).

Como são estipuladas as coberturas dos planos de saúde?

As coberturas dos planos de saúde firmados após 01 de janeiro de 1999 seguem o disposto na Lei 9.656/98 e nas Resoluções da ANS – Agência Nacional de Saúde Suplementar. O Rol de Procedimentos hoje se baseia na Resolução Normativa 211 da ANS.

Para os planos anteriores a 01 de janeiro 1999, a cobertura está prevista em cada tipo de contrato, mais precisamente na cláusula de “serviços cobertos”.

O que são carências?

Carência é o período em que o usuário não tem direito a algumas coberturas, após a contratação do plano. Os prazos das carências estão expressos, de forma clara, no seu contrato. Os períodos de carência são contados a partir do início da vigência do contrato, sendo que depois de cumpridos, o usuário terá acesso a todos os procedimentos previstos em plano e na legislação.

O que é uma Doença ou Lesão Pré-existente?

Doenças e lesões pré-existentes – DLP – são aquelas que o consumidor ou seu responsável saiba ser portador, na época da contratação do plano de saúde. Elas devem ser obrigatoriamente informadas quando do preenchimento da Declaração de Saúde, sendo que, se for verificada a omissão no preenchimento desse documento, a operadora poderá requerer o cancelamento do plano junto a ANS – Agência Nacional de Saúde Suplementar.

O que é uma Declaração de Saúde?

A Declaração de Saúde é um documento extremamente importante e de preenchimento obrigatório no momento da contratação de um plano de saúde.

Consiste em um formulário, elaborado pela operadora, para registro de informações sobre as doenças ou lesões que o consumidor seja portador, e das quais tenha conhecimento no momento da contratação, com relação a si e a todos os dependentes integrantes de seu contrato.

Caso seja constatada, posteriormente, a omissão de qualquer doença ou  lesão, o plano poderá vir a ser cancelado pela operadora por fraude, após julgamento da ANS – Agência Nacional de Saúde Suplementar sobre a questão, sem prejuízo do ressarcimento pelos gastos incorridos para o tratamento da doença ou lesão omitida.

O que é e como posso utilizar a Rede Abramge?

A Rede Abramge consiste em um grupo de hospitais espalhados pelo território nacional, que estarão prontos a atender às urgências e emergências de beneficiários do Grupo São José que se encontrem em trânsito por cidades não abrangidas pela cobertura prevista em seu plano.

É importante lembrar que o atendimento só poderá ser feito se o usuário não residir ou trabalhar diariamente no local, ou seja, o usuário deverá estar obrigatoriamente em trânsito pela cidade (ex.: férias).

Para ser atendido, apresente seu cartão de identificação (“carteirinha”) e um documento de identificação com foto.

Para acessar e conhecer a Cobertura Nacional da Rede ABRAMGE, os usuários deverão entrar em contato pelo telefone 0800-127-511 ou www.abramge.com.br.

Vou ter direito à remoção (utilização de ambulância)?

As remoções custeadas pela operadora são somente aquelas que se fizerem necessárias durante a internação do usuário, ou seja, de uma unidade atendimento para outra, dentro da rede de abrangência do seu plano de saúde. Não há cobertura para remoções domiciliares.

Em caso de internação, tenho direito a acompanhante?

As despesas da estadia do acompanhante são garantidas para acompanhantes menores de 18 anos, e acompanhantes de maiores de 60 anos.

START TYPING AND PRESS ENTER TO SEARCH